Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

domingo, 30 de janeiro de 2011

Volver paisagem-Uma exposição a não perder

No Fórum Cultural de Ermesinde está patente ao público a exposição Volver paisagem de Domingos Loureiro. Tenho o privilégio de ser sua aluna na escola Utopia. É um jovem artista , já com um inquestionável reconhecimento no campo das Artes Plásticas. Domingos Loureiro é um artista premiado, que já participou em inúmeras exposições, individuais e colectivas
Relativamente a esta exposição pode ler-se aqui:

O trabalho de Domingos Loureiro é inconfundível, assumindo um misto de gravação (escultura) com pintura mais tradicional. O seu trabalho é marcado pela paisagem, que é tratada através da manipulação de imagens e da sua sucessiva gravação por sulcos em superfícies de madeira, que são depois pintadas.


Para o Fórum Cultural de Ermesinde Domingos Loureiro propõe-nos, desta vez, um projecto de pintura distinto do seu restante trabalho, no qual a madeira dá lugar ao vidro. Agora apenas a temática é mantida – a paisagem. Nas palavras do artista, «a pintura neste projecto nasce do princípio de experimentação pictórica de uma vivência física da Natureza, sendo realizada de modo, aparentemente, expressivo e solto, aproximando-se de um exercício gestual e com interferência do acaso. Só depois de observação atenta, no entanto, se percebe que a sua execução é um processo de grande domínio. O domínio está patente no recurso ao vidro como suporte e na inversão do processo acumulativo de camadas da pintura: a pintura é realizada de trás para a frente, sendo mais visíveis as primeiras camadas do que as últimas, ao contrário do que acontece quando se pinta sobre uma superfície, em que as primeiras camadas são na maioria das vezes completamente cobertas com as camadas sucessivas. Neste processo, a pintura não pode ser retocada, ou sofrer interferências depois de toda a superfície ter sido coberta de tinta». Uma exposição a não perder!

 Hoje fui ver a exposição e mais uma vez senti um grande orgulho por conhecer este jovem que considero muito, não apenas do ponto de vista artístico mas também do ponto de vista humano
E para quem não conhece o Fórum Cultural de Ermesinde aqui ficam  imagens.


Trata-se a de um edifício moderno, a meu ver muito interessante, que tem por base uma antiga fábrica de cerâmica, da qual ficaram testemunhos muito bem integrados na obra

2 comentários:

  1. Quero ir ver essa expo sem falta. terei de apanhar o comboio, mas até é divertido. Os trabalhos do nosso professor são sempre originais e revelam um enorme talento, invulgar numa pessoa tão jovem. Trabalhar em vidro não deve ser para todos!
    parabens ao Professor Domingos!

    Abraço para ti

    ResponderEliminar
  2. Eu fui de combóio e levei a Rita. Foi divertido.
    Podes entrar em S. Bento ou em Campanhã e sais na estação de Ermesinde ( ao chegar à estação e vês logo o Forum). A viagem demora 11 min.
    E se já tiveres feito 65 anos pagas apenas 60 cêntimos... Da exposição vais gostar com certeza. Eu gostei muito
    Bjs
    Regina

    ResponderEliminar