Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Milagres


A economia nacional vive um "milagre económico", segundo António Pires de Lima
A que milagre económico se referirá pires de  Lima?

Aos despedimentos,  cortes de  salários e regalias/direitos do chamado Estado Social ?


Ao “saque” aos aposentados  que se vêem espoliados  pelo  Estado  que se comprometera a devolver o investimento de uma vida de trabalho?

Aos milhares de alunos que saem das universidades porque não têm como pagar as propinas, enquanto que muitos desistem de estudar para procurar trabalho?

Ao número de novos emigrantes que supera qualquer outra leva de emigração em Portugal?

À eliminação de  centros de saúde, estações de correios finanças e tribunais em terras do interior?

À situação de muitas crianças  que têm que ir à escola nas férias para ter pequeno- almoço e almoço e cujos pais, envergonhadamente, buscam ajuda no banco  alimentar contra a fome para  matar a fome dos seus filhos?

Ou será que o milagre económico tem a ver com: 

os carros topo de gama que despudoradamente circulam nas estradas portuguesas, 
a  privatização de empresas altamente lucrativas
o número de assessores, de viaturas e motoristas destinados aos políticos
os geniais administradores  que usufruem vencimentos obscenos por "conseguirem " “administrar” simultaneamente inúmeras empresas ?

A propósito deste milagre económico português recordo o “milagre brasileiro” de Chico Buarque que podemos ouvir aqui na voz de Miúcha

Esta canção foi composta por Julinho da Adelaide , heterónimo de Chico Buarque (como já referi em mensagem anterior, usado durante alguns tempo para driblar a censura) e sob o qual compôs ainda Acorda amor, cuja “história” podem ler aqui  e Jorge Maravilha 


A terminar esta mensagem sobre o milagre português deixo dois textos que podem ver aqui  e aqui   




5 comentários:

  1. Ai, Regina, que incrédula és....precisas de ver para acreditar como eu!!!
    O ridículo desta governância chegou aos limites e a maioria dos portugueses já só espera mais uma alarvidade a seguir....perdemos de todo a esperança...e vivemos para o presente....
    Os meus filhos vão embora para o ano e só de pensar, fico depressiva e triste. Vou ficar aqui sozinha durante pelo menos um ano, sem os netos, sem filhos. Não sei como vou sobreviver e já entrei em stress antecipado.
    Como compreendo a tua indignação!!

    ResponderEliminar
  2. Não entres em stress. De vez em quando vais visitá-los e quando estiveres por cá, combinamos umas idas ao botânico, uns almoços e umas idas ao cinema de vez em quando, etc, etc...
    Ab
    Regina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se conseguir andar, viajarei, mas se não....terei de falar pelo skype com os meus queridinhos. Estão numa idade tão gira e um ano é tanto tempo!! A Luisa tb me faz muita falta, mas ela está ansiosa por ir embora....:)

      Bjinhos e obrigada!

      Eliminar
    2. Olá Regina já lhe respondi no Gmail.
      Mas repito que estou totalmente de acordo consigo e que este post me trouxe novidades e coisas lindas que me fazem bem.
      Um grande abraço.

      Eliminar
  3. Obrigada Graciete. De facto o que nos resta é valorizar os momentos bons e tentar esquecer todo este caos que nos rodeia.
    Um gd beijo às duas

    ResponderEliminar