Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

segunda-feira, 21 de março de 2016

Feliz Páscoa

Hoje é o Dia Mundial da Poesia, da Árvore, o Dia Internacional das Florestas e a consagração do dia não se fica por aqui.
Ontem entrou a Primavera, embora as temperaturas continuem muito baixas.

A propósito de tudo isto deixo mais um poema de Graça Pires

É primavera


Começou o ritmo da folhagem
ao sabor da seiva.
As árvores escolhem o tom de verde
que o sol prefere dispersar nos troncos.
É primavera.
As aves regressam em bandos
e os amantes ajustam a paixão
nas grutas do corpo.
As crianças trazem no olhar
uma cintilação quase divina
e os descrentes procuram um deus
no claustro da morte.
Os poetas ofertam-nos as primícias
com os frutos a gretarem-lhes a boca.

Graça Pires in Uma claridade que cega, 2015

E porque a Páscoa se aproxima, desejo a todos uma Feliz Páscoa

Como a imagem do "postal" está muito "desbotada"deixo em anexo  uma imagem do quadro (pigmentos naturais sobre saco usado na apanha da azeitona) e o poema (por inteiro).









A primavera não tarda.
Um manto branco cobre a ladeira.
Flores de amendoeira,
                    ledas, 
                    leves, 
                    breves.
A primavera vai alta.
Uma capa de verde veludo cobre o amendruco 
                    doce,
                    tenro, 
                    imberbe.
Pleno o verão
A capa de veludo muito coçada,
a amêndoa já grada. 
                     Fruto 
                     adulto, 
                     maduro.
Oculto dentro da casca, o grão

5 comentários:

  1. Vou amanhã para Trás-os-Montes com dois dos netos mas regresso no sábado
    Ab
    Regina

    ResponderEliminar
  2. Espero que tenha tido uma Páscoa feliz. Bem haja pela divulgação.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  3. Como já referi, gosto muito da sua poesia pelo tenho muito gosto em divulgá-a.
    Ab
    Regina

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar