Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Mandela day



Nelson Mandela completou  hoje 94 anos

Esta meu texto pretende ser uma homenagem, modestíssima, é óbvio,  a um HOMEM tão GRANDE…  

Encontrei aqui uma referência curiosa, publicada já em 2010

Invictus é um pequeno poema do poeta Inglês William Ernest Henley (1849-1903). Foi escrito em 1875 e publicado pela primeira vez em 1888.
Nelson Mandela, citou-o como fonte de inspiração durante o  seu tempo na prisão.

Abaixo, em tradução livre do citado  blog

Do avesso desta noite que me encobre,
Preta como a cova, do começo ao fim,
Eu agradeço a quaisquer deuses que existam,
Pela minha alma inconquistável.


Na garra cruel desta circunstância,
Não estremeci, nem gritei em voz alta.
Sob a pancada do acaso,
Minha cabeça está ensanguentada, mas não curvada.


Além deste lugar de ira e lágrimas
Avulta apenas o horror das sombras.
E apesar da ameaça dos anos,
Encontra-me, e me encontrará destemido.


Não importa quão estreito o portal,
Quão carregada de punições a lista,
Sou o mestre do meu destino:
Sou o capitão da minha alma.

 Encontrei também o desenho abaixo e um vídeo com o poema anterior 
Pintura de nelson mandela, "hand of africa", 2003



Termino com uma frase de que gosto muito,  atribuída a Mandela


A educação é a mais poderosa arma, pela qual se pode mudar o mundo

1 comentário:

  1. Grande HOMEM. Combatente, resistente, humilhado, encarcerado e nem um pingo de ódio nem um vestígio de vaidade ou autoritarismo quando lhe foi feita justiça.

    Um beijo para si.

    ResponderEliminar