Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Sistema nacional de Saúde: mensagem breve

Considero que o o Sistema Nacional de Saúde em Portugal, apesar de muitos defeitos, nomeadamente má gestão, não é tão mau quanto por vezes nos querem fazer crer. Há bem pior como também há bem melhor.
O filme que anexo, dá conta disso mesmo.

4 comentários:

  1. Gostei do video e provavelmente até já o conhecia.Achei importante a ideia, que eu perfilho, de que a falta de educação e saúde, enfraquecem mentalmente as pessoas tirando-lhes a capacidade de pensar.
    Acho que temos que lutar muito pela melhoria do nosso SNS e pela qualidade do nosso Ensino Público.
    Pão, Paz, Habitação, Saúde, Educação, não era o que cantava Sérgio Godinho?

    Um beijo grande, Regina.

    ResponderEliminar
  2. Regina, este filme produzido por um americano que tem procurado escandalizar o publico desmascarando e desmitificando a sociedade americana, é um louvor extraordinário à capacidade de gerir os valores democráticos dum país como a GB, que quanto a mim é um dos países mais abertos a imigrantes e simultaneamente, um dos mais justos em termos de direitos. A minha filha vive lá e desde sempre, foi utente do SNS, sem pagar um tostão, sem sequer pagar impostos pois, ou era estudante na altura ou trabalhava em teletrabalho para uma editora portuguesa. Fiquei maravilhada com o modo como trataram do seu caso em 2005 e como, agora que ela voltou para lá, a integraram imediatamente, orientando-a para a sua médica de há cinco anos, que a vê regularmente, receita medicação, controla a saúde em geral, etc. Há como que uma obrigatoriedade, um dever de zelar pela saúde dos habitantes, mesmo os estrangeiros que estão a viver lá temporariamente.Poderia acrescentar muito mais, mas não quero falar deste caso com pormenor, como deves calcular. Não tenho razão de queixa de médicos portugueses, mas prefiro que ela esteja lá...fico mais descansada.

    Gostei muito de ver este vídeo...mas será que os portugueses são capazes desta visão da sociedade? Não viveram as guerras, não são solidários, não são altruistas, querem enriquecer facilmente, ter uma vida folgada e cheia de mordomias. Tenho vários médicos na família, todos trabalham imenso, mas não me parece que se sujeitem a viver em exclusividade para o SNS.

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Acho que na sociedade portuguesa faltam valores e os exemplos dos governantes não têm ajudado, bem pelo contrário. A escola permissiva que tem vindo a ser construída também pouco tem contribuído para a formação da cidadania.
    Vejo com alguma apreensão o país que vamos deixar a filhos e netos.
    Um ab para as duas
    Regina
    Ab
    Regina

    ResponderEliminar
  4. Só queria acrescentar que o povo se acha com todos os direitos - tal como os jovens nas escolas - e com muito poucos deveres, usando e abusando do SNS a seu bel prazer, muitas vezes indo as urgencias sem necessidade, obrigando os medicos a passar receitas para tudo e mais alguma coisa, dependentes em absoluto dos centros de saúde e exigindo às vezes o que não se exige aos médicos privados.
    Portugal não tem meios para esbanjar deste modo, a racionalização é obrigatória e há que compreender que não se pode ter tudo de graça.

    ResponderEliminar