Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Felicidade...


Está patente ao público, na Galeria Municipal Almeida Garrett, no Porto, desde 05 de dezembro de 2015, a exposição "A Felicidade em Júlio Pomar" que terminará a 21 deste mês.



Pode ler-se no folheto  que a exposição se  divide em quatro núcleos: “os mitos e as figuras alegóricas; a articulação entre os corpos e o seu erotismo; o movimento e a presença constante de animais, em particular de cavalos; e um conjunto especial que se reporta direta e indiretamente aos posicionamentos políticos e as lutas travadas por este artista ao longo da sua carreira, incluindo o episódio que envolve o Cinema Batalha”.

Outros trechos  do folheto:




A convicção de que muitas pessoas infelizes poderiam tornar-se felizes graças a um esforço bem dirigido, levou Bertrand Russell a escrever o livro A conquista da felicidade.


Hoje passei pela exposição. Gostei imenso ; podia fotografar-se, desde que sem flash . Deixo duas fotos tiradas com o meu celular.



Pegando no termo felicidade, creio que a felicidade completa é uma utopia. Poderá alguém ser completamente feliz num mundo onde há tanta injustiça, sofrimento, dor,…?
Genericamente considero-me feliz, uma vez que me sinto privilegiada pois tenho saúde, uma família em que os afetos desempenham um papel primordial, não tenho problemas de maior…. Considero também que me ajuda uma certa filosofia de vida “valorizar os momentos bons e tentar subestimar os maus”.
Ora hoje foi um dia cheio de momentos bons. Dois dos meus netos dormiram em minha casa ( ao fim de semana acontece com alguma frequência, mas durante a semana, não).
Pus o despertador para as 7,30 mas às 7,20 fui acordada pela mais pequenina. Hoje era o dia do Cortejo de Carnaval no Infantário e ela estava um pouco excitada com a sua fantasia de “Sininho”. Fomos tomar o pequeno almoço, aguardando a hora de acordar o irmão. Logo que este acordou arranjou-se e foi tomar o seu pequeno almoço, que já estava preparado na cozinha. Entretanto fui vestir a fantasia à Marta.
Às 8h chegou o pai para os levar: para a escola o José, para o infantário, a Marta.
O cortejo deveria iniciar-se às 10h. Cheguei ao portão da escola por volta dessa hora mas o cortejo só saiu por volta das 10, 20.
Acompanhei-o até ao fim, de mão dada com a minha neta, pois uma das educadoras sugeriu que os familiares que acompanhavam as crianças mais novas, dessem esse apoio. Ela ia feliz .

Estando na zona da Boavista aproveitei para passar pela Biblioteca Almeida Garrett para ver a exposição acima referida. De seguida, e como precisava de ir buscar uns livros que me tinham deixado na Unicepe, fui lá.
A Unicepe foi fundada em 1963
Quando aluna universitária ia ali com alguma frequência pois ficava ( e fica ainda) mesmo em frente ao edifício da Reitoria, onde na altura funcionava a Faculdade de Ciências. Já há muitos anos que ali não ia. Foi muito agradável a conversa que tive com o Dr. Rui Vaz Pinto, conversa que se centrou em torno de um tema grato a ambos-a poesia 

A caminho da Unicepe recebi um telefonema da Tubitek avisando-me da chegada de um disco que tinha encomendado. Trata-se de um disco de Juliette Gréco que entre outras canções contém sous le ciel de Paris

https://www.youtube.com/watch?v=fNBO0pYyKKI



Tentei comprar qualquer disco da cantora e pesquisei na NET. Na FNAC on-line havia vários mas, quando me dirigi a Santa Catarina, o empregado, pouco simpático, disse-me que estar on-line não significava existir nas lojas (o que é óbvio) mas não fez o mínimo esforço para mo arranjar dizendo que nunca chegaria antes de um mês. Dirigi-me então à Tubitek e o atendimento foi totalmente diferente. O senhor, na minha presença, fez uma série de telefonemas e conseguiu que o disco chegasse a tempo (precisava dele para uma oferta de aniversário, amanhã).

Logo que saí da Unicepe fui buscar o disco. Ao passar por uma sapataria onde gosto de comprar, encontrei em saldo, por 35 euros (60% de desconto), uns botins muito confortáveis, tamanho único, precisamente o nº 35...

O dia a correr tão bem…. 
Saída da Tubitek, fui para a paragem de autocarro em frente, esperar o 302. Ando muito pouco de autocarro mas como transportava uma saca com livros, muito pesada, não arrisquei  fazer o percurso para casa a pé. Das poucas vezes que naquela paragem esperei o 302, demorou sempre cerca de 40 min (embora esteja prevista a passagem de 12 em 12 min…). Parecia estar mesmo em maré de sorte... Passados 15 min chegou, mas só ia até à Boavista….Ali, apanharia o 402, que também anuncia passagens de 12 em 12 minutos. Mas os 12 minutos converteram-se em mais de 30… As pessoas desesperavam mas, felizmente, eu não tinha horários a cumprir.
Tinha deixado o almoço pronto. Da paragem liguei para casa avisando que não fazia ideia da hora a que iria chegar. Cheguei a casa eram quase 14 h, o meu marido estava a acabar de almoçar.

Um pequeno contratempo, comparado com o resto do dia.

Termino com “Felicidade” de Tom Jobim

https://www.youtube.com/watch?v=M85YonmYwfk



4 comentários:

  1. Vi a exposição há um mês e na altura escrevi sobre ela no meu blogue. Gostei de alguns quadros , não de todos.

    Bjo

    ResponderEliminar
  2. Eu vi essa tua mensagem. Não sei se a comentei ou não.
    Também não gostei de todos os trabalhos. Não gostei essencialmente dos das touradas, etc
    Ab
    Regina

    ResponderEliminar
  3. "Exorcizar todas as dores do mundo" no silêncio do cosmos... E ver Júlio Pomar...
    Excelentes sugestões.
    Beijos,

    ResponderEliminar
  4. Obrigada Graça
    Na conversa que tive com o Rui Vaz Pinto falámos de si e da sua poesia.
    Aproveito para referir que, no dia 20, será apresentado pela Celeste Alves, que também conhece (o mundo é pequeno...), o meu novo livro "Quando o mel escorre nas searas".
    do meu novo livro "Quando o mel escorre nas searas".
    Bjs

    ResponderEliminar