Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

domingo, 11 de maio de 2014

Partilhar

   
Há dias, os meus dois netos mais novos estavam a brincar e o mais velhito, que vai fazer 5 anos no Dia da Criança,  decidiu atirar com peças de madeira de um jogo. Uma delas atingiu um vidro que poderia ter quebrado. Ralhei com ele e a pequenita, que vai fazer 4 anos em Setembro, disse qualquer coisa como “é patiar”. Como é muito “senhora do seu nariz” percebi que pretendia também atirar e ralhei com ela. Começou a choramingar e o primo veio descodificar o que ela tinha dito. Queria partilhar as peças do jogo com o primo.
Dei-lhe beijinho e pedi desculpa pela má descodificação. De vez em quando lembrava-se, dava uma gargalhada e dizia:  Eu só quia patiá.
Pois eu hoje quero também partilhar convosco várias coisas, nomeadamente  uma série de vídeos que me foram enviados, sobre temas diversos. Aqui vão os endereços:

PORQUE NÃO VOU À COPA DO MUNDO

              
AS BAILARINAS DO ‘BEREZKA ENSEMBLE’

A técnica usada, o ‘passo flutuante’, é um segredo do grupo que as bailarinas guardam até da própria família.

LAURA KIVEL - O DUELO 

E continuando a partilhar....
No passado sábado fui,  com a minha amiga Ana Maria, à inauguração das exposições na zona de Miguel Bombarda. Deixo imagens de trabalhos de três artistas que não conhecia


trabalho de Leonardo Quintela (galeria AP´ARTE)




 Trabalho de Jorge Humberto Marques (galeria São Mamede)



Trabalho de JAC (na Galeria Artes)

Para dar ainda mais alguma cor à mensagem partilho imagens de algumas caixas que pintei. Eram caixas de relógios que o meu cunhado, comprador compulsivo, adquiria. Só encontrámos as caixas. Presumimos que os “amigos” terão levado os recheios.
São muito práticas para guardar adereços porque cada uma tem 10 divisórias.





Finalmente os sons de Dry your tears Afrika e Amazing Grace





2 comentários:

  1. Olá Regina
    Obrigada pela sua partilha. Gostei muito, em especial de Voices para la Paz e das danças russas que mantêm todo o seu esplendor. Mas também gostei
    bastante do coro africano e das suas caixinhas que, ao vivo, devem ser muito lindas.
    Quanto à pintura, eu não consigo aderir muito ao género.
    Mas,pensando bem, Regina, gostei muito de tudo.

    Um beijo, Regina.

    ResponderEliminar