Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Quem tem medo da transparência ?

Já por mais que uma vez coloquei no blogue obras de Edith Cohen Gewerc

Hoje coloco mais duas de títulos Transparência I, Transparência II



Num sistema óptico, transparência é a propriedade de ser transparente, isto é, que permite passar luz. A propriedade oposta é a opacidade

Tudo isto surge a propósito do processo da avaliação dos professores

Com os votos de toda a oposição, à excepção do deputado do PSD Pacheco Pereira, a Assembleia da República aprovou recentemente a revogação do decreto que, em Junho de 2010, regulamentou a avaliação docente.
Sempre fui defensora da avaliação dos professores; sempre dei o meu melhor, muitas vezes sacrificando a família, e custava-me ver que outros, para quem a escola era apenas um meio de ganhar um dinheirito, a acumular por vezes com o que auferiam em profissões liberais, em explicações, etc, ascendiam na carreira tal como eu. Não se interprete das minhas palavras que tenho algo a ver contra as acumulações, que em alguns casos, em nada interferem com a qualidade do serviço prestado nas escolas. Eu própria, de 1999 a 2006, acumulei o ensino Secundário com uma aulas no Departamento de Física da Faculdade de Ciências da Universidade de Porto

Mas dizia eu que me custava ver aquela forma injusta de se ascender na carreira.
Só que, o que se tem passado ultimamente em muitas escolas, é muito mais injusto.

Já tive oportunidade de referir aqui que há escolas onde excelentes muitas vezes não ultrapassam o Bom e medíocres e maus são classificados com Excelente.
É tudo uma questão de subserviência…

Só há uma forma de evitar estas aberrações: a transparência. Porque não são tornados  públicos os resultados? (aliás a pergunta poderá ser feita para todas as avaliações e não só para a dos professores).

Experimentem tornar secreta a avaliação doa alunos. O sistema educativo cairia, por certo…

Num documento sobre avaliação produzido pela Associação de Professores de Matemática pode ler-se:

A avaliação deve ser transparente.


(…)Tanto quanto possível as escolas e os professores envolvidos no processo de


avaliação deverão intervir activamente no sentido de garantir a sua transparência.


Claro que não basta a transparência na avaliação, para a tornar credível.

É  preciso que o que se avalia tenha realmente a ver com a qualidade de ensino e aprendizagem, não virtuais como as que nos tentam impingir, mas reais.

E a real qualidade de ensino- aprendizagem será tanto melhor quanto menor o tempo que os professores tiverem que dedicar a preencher papéis e a assistir a reuniões, ambos obsoletos na maior parte dos casos.

A terminar dois poemas que falam de tarnsparência…


Era um silêncio transparente,


cortante como um cristal de arestas afiadas.


Usei-o como escopro


e, lentamente,


fui esculpindo no tempo


o rosto da memória


Regina Gouveia



Se este silêncio feito de amargura se tornasse transparente


ainda que por um fugaz instante


a vida, de repente, colorir-se-ia e, feita cor, içar-se-ia,


bandeira flutuante, transformando a noite escura em dia.

Regina Gouveia

5 comentários:

  1. Transparencia era o que nos levava a fazer projectos com os alunos por puro amor à arte e aos nossos discípulos....quando não havia avaliação se não a que eles próprios faziam no fim de cada período ( comigo era assim) e talvez alguns comentários dos pais quando nos encontravam. Não acredito em avaliações de profs feitos pelos pares. Sempre senti que a inveja imperava no nosso meio e que as nossas qualidades se reconhecidas, era expressa para nos pedirem alguma coisa em troca. Ajudei muitos professores estagiários já mesmo depois de sairem da escola - arranjando-lhes explicações, aulas em escolas profissionais, etc. Não vejo que a acumulação me prejudicasse alguma vez a leccionação na escola, escrever manuais enriqueceu-me a 100% os conhecimentos das línguas, da cultura, o savoir faire e a prática nas aulas. Era uma visão totalmente diferente do ensino.

    Um dia disse na sala de profs esta frase que chocou um pouco quem lá estava a ouvir: Sabem que mais. Acho que uma pessoa nasce para ser professora. Uns são-no desde o início, outros nunca virão a sê-lo. É preciso amar a profissão, os adolescentes, aquilo que se faz todos os dias e com tanto sacrifício por vezes da família ( tive três filhos e sei como é)...mas vale a pena ver um sorriso dos antigos alunos, encontrá-los e rever a nossa vida para trás....o meu filho tem alunos na FEUP que se lembram de mim...isso é muito recompensador.

    Bjo

    ResponderEliminar
  2. Olá Regina
    Embora ande um pouco afastada desse tema da avaliação de professores, não vou dar uma opinião mas apenas dizer que ,em meu entender, a avaliação deve estar sempre relacionada com a formação, ser transparente e não depender de processos burocráticos e de progressão na carreira.
    Gostei do texto da APM mas gostei ainda mais dos seus poemas. São lindos e cheios de significado.

    Um beijo, Regina, com toda a minha amizade.

    ResponderEliminar
  3. Virgínia
    De modo algum me referia a ti nem a outros professores que, embora acumulando, eram (são) excelentes profissionais.
    Eu, como refiro no post, acumulei nos últimos anos. Mas sabes perfeitamente que há professores para quem a escola é apenas uma forma de ganhar algo, com pouco esforço. Alguns deles investem em outras actividades mais lucrativas, em desfavor da docência
    Ab
    Regina

    ResponderEliminar
  4. Graciete
    Se estivesse por dentro do que se passa em algumas escolas veria que há casos de injustiças de tal modo gritantes que revoltam. A transparênoa não permitiria tal..
    Bj
    Regina

    ResponderEliminar
  5. Queria acrescentar que as pinturas da Edith são maravilhosas, cada vez gosto mais delas...sem falar dos teus poemas, que esses, para mim, estão acima de qualquer crítica, dizem-me muito e comovem-me também por conhecer-te tão bem...é uma honra!

    Bom fds! E descansa....

    ResponderEliminar