Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

segunda-feira, 5 de março de 2012

Semana da leitura


A Semana da Leitura 2012, que se centra na Cooperação/ Solidariedade, convida TODOS a lerem com TODA A GENTE em TODO O LADO!

Semana da Leitura 2012

Entre 5 e 9 de Março de 2012, propõe-se, a partir de leituras diversas, a abordagem de questões transversais que preocupam o mundo atual e que, estando relacionadas com a temática proposta para esta edição, abordem áreas que podem ir da cooperação entre etnias e culturas ou entre meios rurais e meios urbanos, até preocupações relacionadas com a educação, a saúde, o lazer, os recursos naturais ou as fontes de energia.

Sob esta ou outra designação as escolas  vão incentivando a leitura, dinamizando actividades com os alunos e não apenas na semana referida
 Assim, de 28 Fevereiro a 2 de Março, decorreu no Colégio de Nossa Senhora da Bonança o FantasLíngua V
No dia 1, e a propósito da Breve História da Química estive no Colégio juntamente com o grupo de teatro 3 pancadas. A sessão destinou-se a alunos e 3º ciclo que genericamente foram muito participativos

Hoje,  dia 5, durante o turno da manhã estive na Escola  Secundária de Águas Santas, e tendo por base o livro “Pelo sistema escolar vamos todos viajar” dinamizei três sessões para 7 turmas de 7º ano de escolaridade, cada uma delas com vinte e muitos alunos.
As sessões correram muito bem. Na primeira sessão estava prevista uma intervenção a propósito de um dos textos do livro mas, por razões de saúde, a professora não pôde trabalhar essa intervenção com os alunos. Mesmo assim, no final da sessão, um grupo fez questão de me brindar com uma apresentação. Mas ao longo da manhã fui surpreendida ainda por outras intervenções: trabalhos feitos em articulação com EVT, 



 uma entrevista, poemas feitos por grupos de alunos. 



A terminar a manhã, alguns alunos do grupo de flautas da escola, tocou, sob a orientação da professora de música, excertos de vários temas, nomeadamente “Loca” de Shakira

Foi muito interessante ver esta articulação entre várias áreas: física e química, português, artes visuais, música

À tarde estive no Agrupamento de Escolas de S Mamede onde já tinha estado no ano lectivo anterior

Uma primeira sessão decorreu na Escola da Ermida, com duas  turmas de alunos de 4ºano dessa escola e ainda uma turma da escola da Asprela

Logo de início os alunos fizeram uma leitura representada do poema Era uma vez a lua. Depois da minha intervenção, com experiências à mistura como é habitual, colocaram inúmeras questões. Leram também o poema que anexo



A seguir deslocámo-nos para a Escola PE Manuel Castro onde trabalhei com duas turmas de 4º ano da Escola  e mais uma turma da Escola da Igreja

Logo de início os alunos fizeram uma leitura representada do poema Era uma vez o vento. A leitura iniciou-se dentro da escola mas terminou no pátio com o lançamento de um papagaio de papel (que por falta de vento apenas ensaiou um arremedo de voo), vários balões e cataventos. De regresso ao interior fiz a apresentação mas os alunos estavam um pouco agitados quer pelo entusiasmo no exterior quer pelo adiantado da hora. Mesmo assim terminaram com uma entrevista que conduziram muito bem

Em todas estas escolas senti-me muito acarinhada por professores e alunos. Alguns deles no fim das sessões abeiravam-se de mim e diziam-me. Gostei mesmo muito do seu livro..

A terminar dou conta de uma iniciativa deste agrupamento de S. Mamede, onde amanhã é esperada a escritora Isabel Alçada

Durante a semana de 5 a 9 mais de 15 cafés e pastelarias de S.Mamede, vão oferecer com o café, uma surpresa enrolada; um poema, uma palavra doce, uma palavra voadora, uma rima para completar ou um provérbio incompleto.
Pedimos retorno, queremos que leiam mas que também escrevam. O objetivo primeiro é levar as crianças a escrever, numa aprendizagem significativa, o segundo é promover a leitura, o terceiro motivar para a escrita e por último e transversal e abrangente é promover a interação Escola/Comunidade. Todas as 5 escolas aderiram e cada aluno produzirá um rolinho por dia, com um tema diferente. Um dia produzem palavras doces, outro, palavras voadoras, outro, poema, outro, uma rima e por fim um provérbio.
Como temos 31 turmas no agrupamento a uma média de 20 alunos por turma, num total aproximado de 620 alunos (número por defeito), cada aluno produz 5 trabalhos, vamos ter três mil e cem (3.100) leitores em ação. No final aferiremos o retorno.  



Daqui até ao fim de semana irei a mais quatro escolas. E para a semana há mais…

4 comentários:

  1. Parabens, Regina, como sempre fico extasiada com o teu dinamismo e força de vontade. Tu encontraste o teu caminho "pós-laboral". Encantas a gente nova com a tua poesia, o teu amor à vida e o teu jeito para ensinar.
    Fossem todos assim....
    Bjo

    Belo feedback de parte dos alunos!

    ResponderEliminar
  2. Mais um lindo relato do sua ótima contribuição para uma melhor educação.
    Na segunda feira estive num café em S. Mamede e lá encontrei um anúncio dessa Semana da Leitura"

    Um beijo, Regina.

    ResponderEliminar
  3. Obrigada às duas. Não sei se os contributo que dou valem muito mas pessoalmente saio mais enriquecida deste meu caminho "pós laboral" .
    Hoje, numa das escolas, fui a uma mini sala de professores onde os mesmos se reúnem nos intervalos para partilhar um chá, umas bolachas, e supostamente conversarem e trocarem impressões. Enquanto ali permaneci estiveram todo os tempo ocupados a preencher formulários, a acabar relatórios, etc,etc etc...E, quanto pude perceber é assim quase todos os dias.
    Um abraço às duas
    Regina

    ResponderEliminar
  4. Tenho muita pena - revolta-me, quase - que nos media nunca se fale destas iniciativas das escolas, devia haver programas dedicados à educação, com entrevistas, reportagens, depoimentos do que se faz em prol da cultura em milhares de escolas. As notícias e opiniões publicas são sempre sobre as lutas entre os sindicatos e o Ministério, sem qualquer visitas as escolas e interesse pelo que lá se faz.

    bjo

    ResponderEliminar