Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Convite

Falta pouco mais de uma semana para a apresentação, no Porto,  do meu novo livro  Quando o mel escorre  nas searas. Será no sábado, dia 20, às 17 horas, na Livraria Flâneur , (http://www.flaneur.pt/sobre/ )um espaço muito acolhedor que abriu,  há pouco tempo,  no 225-229 da minha rua- Rua Ribeiro de Sousa. Aqui fica o convite




Do livro deixo a imagem da capa e dois poemas



Ano após ano,
o mel escorre nas planícies.
Cobre o verde das searas,
que ressurge em cada primavera,
florescente e breve.
Van Gogh imortalizou-as
em perenes pinceladas.
Nas searas de Vang Gogh
o verão será eterno,
sem lugar ao render das estações.




Museu Hermitage.
Em tons rosados,
bailarinas desnudas
dançam, frenéticas,
por entre verde e azul.
Da tela de Matisse
desprendem-se acordes de Stravinsky.


Termino com um excerto Sagração da Primavera de Stravinsky por Pina Bausch

4 comentários:

  1. Boa sorte.

    Sábado para mim é sagrado. Passo-o com o meu filho Zé que vem de Bragança e precisa de mimo :)
    Desejo que corra tudo muito bem ( sei que sim....)
    Bjo

    Não dizes a hora do evento.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Virgínia. Já coloquei a hora. Quanto a ti, desejo que passes um bom fim de semana na companhia dos teus filhos e netos.
      Continuas a recuperar bem? Votos de rápido restabelecimento total.
      Ab
      Regina

      Eliminar
  2. Que tenha muito sucesso com o livro. Parabéns.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Obrigada Graça.
    Trata-se de um livro da coleção Meia Lua (em que publicou Caderno de Significados) da Lua de Marfim e foi através do catálogo desta que, em boa hora, descobri a sua poesia
    Bjs

    ResponderEliminar