Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Super-Heróis

Não vou falar do Batman, do Homem Aranha, do Super-Homem, que entusiasmaram os meus filhos, nem dos novos super heróis da Marvel que entusiasmam os meus netos. Vou falar de dois tipos de super heróis portugueses:


  • OS VERDADEIROS SUPER HERÓIS, aqueles que têm que gerir vencimentos de miséria para pagar renda de casa, água,luz, alimentação, vestuário, saúde, transportes, educação dos filhos, etc
  • Os super heróis (leia-se SUPER IRÓNICOS), administradores/gestores que acumulam cargos em várias empresas diferentesnomeadamente o caso insólito de um só gestor que acumulou em simultâneo cargos em 73 empresas.
Gerir dezenas de empresas ao mesmo tempo deve ser tarefa ciclópica. É certo que não estão sozinhos pois cada empresa tem vários administradores. Mas isso não os torna menos super heróis pois se eventualmente cada um puxar a brasa à sua sardinha, deve ser um pandemónio….
Talvez tudo isto explique porque gerem tão mal (vejam-se os casos BES, BPN, PT, EDP etc, etc, etc), apesar de auferirem vencimentos principescos
Para ganharem o salário anual de um funcionário, gestores só precisam de trabalhar pouco mais de dez dias e sete horas.

    Tudo isto é pura e simplesmente escandaloso. E se o denuncio agora é porque fiquei perplexa perante a notícia de que a pensão de Ricardo Salgado triplica para 90 mil euros mensais
Que dirão a isto os lesados do BES (grupo a que não pertenço), muitos dos quais trabalharam duramente  uma vida inteira? 
Percebo pouco de economia e política mas acredito que só se houver a  coragem de fazer guerra cerrada contra a  corrupção, de acabar com as inúmeras mordomias de políticos, de gestores, de ex-presidentes etc, etc, o país poderá sair da crise. 


E isso não será assim tão utópico 



Termino com um excerto de um  texto de Mia Couto

São Demasiado Pobres os Nossos Ricos

A maior desgraça de uma nação pobre é que, em vez de produzir riqueza, produz ricos. Mas ricos sem riqueza. Na realidade, melhor seria chamá-los não de ricos mas de endinheirados. Rico é quem possui meios de produção. Rico é quem gera dinheiro e dá emprego. Endinheirado é quem simplesmente tem dinheiro. Ou que pensa que tem. Porque, na realidade, o dinheiro é que o tem a ele. 
A verdade é esta: são demasiado pobres os nossos «ricos». Aquilo que têm, não detêm. Pior: aquilo que exibem como seu, é propriedade de outros. É produto de roubo e de negociatas.(...)
Mia Couto, in 'Pensatempos' 
 E já que falei em Mia Couto, autor de que gosto muito, estou a ler o seu último romance "Mulheres de cinza"


"Mulheres de Cinza", o último romance de Mia Couto  inicia uma nova trilogia do escritor moçambicano, sob o título global "As Areias do Imperador". A personagem central no novo romance, Ngunyane (nome que os portugueses transformaram em Gungunhana), foi um imperador de Gaza, no sul de Moçambique, que se rebelou contra a potência colonizadora e acabou derrotado por Mouzinho da Silveira, preso e desterrado para os Açores, onde morreu em 1906. A glória e o mito de Ngunyane atravessaram os dois países, fomentados também por algumas inverdades e falsificações históricas, ao sabor dos interesses do momento. Em declarações ao quinzenário português Jornal de Letras, o escritor diz que Portugal sentiu necessidade de engrandecer o imperador, para tornar maior a sua vitória sobre o rebelde e que Moçambique o aproveitou para o panteão dos seus heróis nacionais e anticoloniais. 

4 comentários:

  1. Não penses que um governo de esquerda vai remediar esta situação. Era preciso uma mudança radical no parlamento, mas no que se refere a ética, probidade e sentido de Estado. Infelizmente - na minha opinião - o PS é o partido mais corrupto e mais sonso do nosso país. Governaram dez em treze anos e deixaram o país na miséria. Mistificar isto é embuste. Vamos ter mais do mesmo e o Sócrates vai ser levado ao altar pelos media, militantes do PS e amigos de peito. Estou indignada....desculpa!!

    ResponderEliminar
  2. A mensagem não pretendia visar o governo que caiu mas todos os que por lá têm passado e que levaram a estas situações revoltantes. Todos se têm preocupado em servir-se a si e aos amigos, e nunca em servir o país
    Ab
    Regina

    ResponderEliminar
  3. Como eu estou de acordo com a Virgínia!!
    E então a promessa de aumentarem as reformas já veio a lume hoje 0,60€ para as pensões mais baixas!!
    Prova de que o nosso povo se deixa enganar facilmente! Aqui no Areeiro nem dá para uma "bica" "cimbalino"aí, acho eu, já que aqui custa 0,65€,!
    Virgínia, continuo "vetada" em aceder ao seu blog e tenho pena...

    ResponderEliminar
  4. Num dos meus laptops tb tinha alguns problemas de cookies, mas no que uso neste momento está perfeito. Acho que depende da configuração do seu browser.

    ResponderEliminar