Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

reportagem -continuação

No dia 17 de Agosto, e tal como referi na mensagem anterior, o meu filho mais velho regressou de Espanha com a família e foram diretamente para a  Parada, onde os netos ficariam até ao dia 23. 

 Na Parada não disponho do espaço exterior que tenho na Adeganha mas entre a piscinita, o terraço e dois pátios, ainda há muito por onde brincar. 










Depois há o espaço interior que apesar de ser pouco mais de metade do da Adeganha, tem praticamente o mesmo número de compartimentos e é muito mais funcional. Na Adeganha há compartimentos enormes dois dos quais são de passagem. Acomodo muito melhor a família (somos 10 e por vezes mais, quando levam amigos) na casa da Parada.
Para além disso, ensinei à minha neta um jogo de cartas que aprendi com a minha mãe. Chama-se escopa e obriga a pensar. A minha neta adorou pelo que do programa diário fazia sempre parte algum tempo dedicado à escopa

A meio da semana fomos a Bragança. A Rita queria estar com uma amiguinha, a Marta, filha de um afilhado meu. Antes de termos a casa da Adeganha, no Verão as duas encontravam-se na Parada,  e tanto a Marta como o irmão entraram em várias das nossas peças de teatro. Há dois anos que não se viam porque os períodos de férias na aldeia não têm coincidido. Por sua vez, o Bernardo que adora castelos, queria muito visitar o castelo de Bragança.
Aqui ficam algumas imagens 








A escultora Isabel, ainda minha parente e de quem já falei, manifestou vontade de fazer um retrato da Rita a óleo pelo que esta passou uma manhã inteira a posar; devia ter sido mais tempo mas não houve disponibilidade de parte a parte. Parece bastante mais velha. Esteve numa exposição em que a Isabel participou em França mas vai ainda ser "burillado" em novos encontros


No dia 21 chegaram os pais e no dia seguinte fomos mostrar-lhes o novo Santuário do Santo Antão da Barca de que já tenho deixado algumas fotos.
Mas para se perceber o antes e o depois, deixo fotos atuais  e um vídeo feito por alunos de uma escola, numa visita que fizeram ao" antes". Quem os guia é um primo (a mãe era prima direita do meu pai e o pai era primo segundo do avô do meu marido...) que foi o grande impulsionador da  mudança( estou em crer  que sem o esforço dele, que lhe  trouxe vários problemas de saúde, o Santuário teria ficado debaixo de água...)








Fomos ainda tomar banho no rio mas como o caminho até lá é curto mas fraco, fomos todos(6) no jipe.
Os netos foram na "mala" e iam delirantes...



No dia 23 partiram....


No dia 24 fomos com a Isabel (escultora) comer peixinhos do rio à Legoinha uma terra onde hoje não habita ninguém mas de que vale a pena conhecer o "antes" e o "agora"

No dia 28 a Isabel regressaria a França. Como dia 26 tinha que ir a Mogadouro fui com ela. Revisitámos o castelo e tirámos umas fotos.


As férias em Trás-os-Montes estavam a chegar ao fim. Temos por hábito ir um ou dois dias a Espanha (geralmente a Zamora ou a Salamanca). Desta vez fomos a Zamora, no dia 29.
Vimos muito movimento na praça em frente ao "Parador" e informaram-nos que ia decorrer um cortejo de gigantones e cabeçudos, onde Portugal também estava representado.
Como o cortejo só teria início às 18 h aproveitámos para visitar o Museo Etnográfico de Castilla e León um edifício moderno com um "recheio" muito interessante
Deixo imagens de Zamora e do cortejo













Dia 1 de Setembro  regressaríamos ao Porto. Como habitualmente deixo imagens de um  pôr do Sol, dos muitos que tenho o privilégio de ver do terraço da casa da Parada.




2 comentários:

  1. O meu filho agora anda por essas terras todas. Tem de ir a Macedo, Vimioso e Miranda do Douro todas as semanas, embora viva em Bragança, num hotel, mesmo junto ao tribunal. Por enquanto é bom, depois no inverno vai ser mais difícil andar por essas terras....

    ResponderEliminar
  2. Num fim de semana em que nós formos, lá para finais de Outubro, podes ir connosco e passam-no ambos lá em casa
    Ab

    ResponderEliminar