Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

domingo, 30 de março de 2014

Falando de ópera

Os meus problemas respiratórios, felizmente já ultrapassados, pelo menos por agora, fizeram-me interromper a minha participação no coro do CPO. Na semana passada retomei mas estou com dificuldade em acompanhar, pois há muitas músicas que foram ensaiadas durante  o tempo em que estive ausente. Uma delas é Va pensiero ( da ópera  Nabucco de Verdi
que em tempos já tinha cantado quando, no Carolina Michaëlis, se tentou criar um coro, dirigido pelo colega Correia Fernandes. Infelizmente a ideia acabou por não vingar. Outra é  Casta Diva (da ópera Norma de Bellini) . Nunca a tinha cantado mas sempre que a minha mãe a cantava eu comovia-me imenso. O mesmo me acontecia com   Un bel di vedremo (da ópera  M Butterfly de Puccini) Acho estas duas árias lindíssimas. A última não faz parte do programa que estamos por agora a ensaiar

Mas voltando ao coro, fui confrontada com oito  novas músicas. Uma das mais difíceis para mim é Noi siamo zingarelle  (da ópera Traviata de Verdi)

Para  além de ter que aprender a cantá-las, terei ainda que decorar os textos, o que não sei se irei conseguir.

Se  tiver que desistir restar-me- á , como recordação,  o cartão de sócia do CPO.





6 comentários:

  1. Olá Regina
    Ainda outra qualidade de que eu não me tinha apercebido!!! Cantar áreas de Ópera. Já sabia que a sua Mãe cantava muito bem, não sabia ou não me
    lembrava que a Regina tinha herdado esse dom. A
    minha avó também gostava muito de Ópera e cantava muito bem. Mas nem eu,nem a minha Mãe herdamos essa qualidade.
    Utimamente também tenho anadoo abatida com uma constipação que nunca mais passa. Mas espero que com a verdadeira Primavera, na Natureza, tudo
    melhore e então o Mundo comece a fazer outro sentido. Mas a Regina, dentro em breve, aí estará a cantar o"Va Pensiero" com toda a sua alma e talento.

    Um beijo..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desejo que melhore rapidamente da sua constipação.Quanto ao "canto", eu tenho bom ouvido, mas a voz não é lá grande coisa. Não herdei esse dom da minha mãe...
      E quanto ao cantar o Va pensiero em público, não sei se algum dia acontecerá
      Ab
      Regina.

      Eliminar
  2. Sempre ouvi árias de ópera na minha casa e até óperas inteiras acompanhadas dos libretos que o meu pai tinha. Nunca nenhuma de nós cantou ópera, mas cantávamos no coro dos Jerónimos. Lembro-me do Açeluia do Messias em que quase entrávamos em transe. Era fantástcio cantar naquela igreja lá em cima donde avistávamos todo o povo em alturas solenes como o Natal ou a Páscoa. Também cantávamos em casamentos e uma vez fomos acompanhados pelo Shegundo Galarza que era amigo dos noivos. Foi muito giro.
    Gosto muito de ópera, mas agora sinto uma certa nostalgia, pois as pessoas que mais a amavam na minha família já partiram....

    Bjo e as melhoras. O cartão é lindo!! :)

    ResponderEliminar
  3. Aleluia, desculpa ( crima de lesa Handel)

    ResponderEliminar
  4. Também gosto muito do Messias de Handel.
    Quanto à nostalgia pelas ausências dos que tanto amámos, é terrível...E a minha memória, tal como a tua, está preenchida com a presença desses ausentes
    Ab
    Regina

    Ab

    ResponderEliminar
  5. Esqueci-me de dizer que o meu filho João começou a cantar ópera com o CPO aos 10 anos. Fazia parte do coro do colégio alemão e eram eles que acompanhavam o CPO nos Carmina Burana, na Carmen, Madama Butterfly, etc. Para ele foi uma experiência incrível, embora se deitasse às 2 e tivesse de estar na escola às 8. O palco foi sempre dele!!! :)
    Bjinhos

    ResponderEliminar