Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Obrigada Professor

Já uma vez aqui referi que a minha decisão de pedir a aposentação aos 60 anos (com 39 de serviço) foi uma decisão sofrida. Mas a forma como a ministra MLR tratou os professores não me deixou outro caminho (na altura era um caminho possível, hoje já não é  e  cada vez mais os professores são pouco respeitados pela tutela).
Mas voltemos à minha decisão de me aposentar. Sabendo quão difícil iria ser para mim deixar de fazer aquilo de que tanto gosto, ensinar, tentei ocupar o meu tempo com algo que pudesse atenuar o vazio que ficava. Foi assim que me decidi  por várias ocupações, algumas na área do voluntariado, outras na formação pessoal, entre elas a pintura.
Em boa hora me inscrevi na escola Utopia onde tive Domingos Loureiro  como professor, um professor excelente.
Alguns artistas talentosos (jovens e não só) são por vezes um pouco petulantes (há petulantes que nem sequer são talentosos...).E isto acontece nas artes em geral, seja nas artes plásticas, na literatura, na música, etc.
Domingos Loureiro alia o talento à simplicidade, o que o torna muito especial.
O seu talento tem sido reconhecido a vários níveis. Desta vez recebeu o Grande Prémio da Academia Nacional de Belas Artes.
 in As Artes entre as Letras, nº 109, 30/10/2013


Parabéns Professor e muito obrigada pelo muito que nos tem ensinado

2 comentários:

  1. Em geral, as pessoas verdadeiramente talentosas, são modestas. Não precisam de apregoar o seu valor porque ele sobressai naturalmente.
    Parabéns ao Professor.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. É realmente uma pessoa notável e cujos trabalhos deveriam ser mais dados a conhecer. Como professor é calmo, sorridente e acessível , o que torna tudo mais fácil. Gostei muito de o conhecer naqueles dois anos em que frequentei a Utopia. Pena é que fosse longe para mim e que não sentisse no meio de muita gente grande ambiente para trabalhar. Mas aprendi muito com ele e tenho aqui guardadas as palavras que dirigiu ao publico aquando da minha exposição : Cor em movimento na Vivacidade.
    Obrigada, Professor e parabéns!

    ResponderEliminar