Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Continuando a viagem…



Partimos de Arequipa em direcção ao desfiladeiro de Colca. Pelo caminho várias paragens na pampa (no Peru chama-se  altiplano) encaixada entre as cordilheiras Oriental e Ocidental dos Andes. Estalactites de gelo, bem como vicunhas, lamas, alpacas, animais camelídeos,  emergem na paisagem. 




 Nos locais de paragem, alguns  a quase 5000m de altura, com vulcões nevados ao fundo, vendas de artesanato com o colorido dos trajes peruanos.

Pelo caminho almoçámos e dormimos num motel situado num vale perto da povoação de Chivay  onde pudemos desfrutar das suas piscinas de águas termais  A localização é paradisíaca. 


No dia seguinte continuámos, pela pampa, a viagem para Puno com várias paragens. Uma  na povoação de Chivay onde pudemos assistir a um espectáculo de dança por crianças e onde pudemos ver a catedral com um órgão muito interessante 





Outra paragem foi no miradouro da Cruz do Condor, onde pudemos fotografar condores imponentes.
E ao vê-los veio-me de imediato à mente Luís Represas cantando Florbela Espanca

Pelo caminho pudemos ver túmulos incas escavados nas montanhas; aí foram depositadas as múmias de pessoas importantes, sempre em posição fetal, rodeadas de muitos bens, nomeadamente ouro e prata( mais tarde saqueados) e bem alto para ficarem mais perto dos deuses.

Chegámos a Puno à noite. Da janela do quarto do hotel via-se o lago Titicaca, lago sagrado para os Incas.


3 comentários:

  1. Que linda viagem e que lindas fotografias.
    Gostei muito das estalactites de gelo. A 5000m de altitude deve ser um frio!!!!

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. De manhã cedo e ao fim da tarde arrefece muito mas, durante o dia, ao sol fica muito quente pelo que a solução é levar várias camadas de roupa que se vão sucessivamente despindo ...
    Um abraço
    Regina

    ResponderEliminar