Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

quarta-feira, 21 de março de 2012

Dia mundial da poesia

Já aqui disse que não sou muito apologista dos dias disto, daquilo, etc.E o Dia da Poesia não é exceção. Partilho com Gedeão a ideia que todo o tempo é de poesia
 
Tempo de Poesia
Todo o tempo é de poesia

Desde a névoa da manhã
à névoa do outro dia.

Desde a quentura do ventre
à frigidez da agonia

Todo o tempo é de poesia

Entre bombas que deflagram.
Corolas que se desdobram.
Corpos que em sangue soçobram.
Vidas que a amar se consagram.

Sob a cúpula sombria
das mãos que pedem vingança.
Sob o arco da aliança
da celeste alegoria.

Todo o tempo é de poesia.

Desde a arrumação ao caos
à confusão da harmonia.

António Gedeão

4 comentários:

  1. "Todo o tempo é de poesia", às vezes triste, mas trazendo em si a "poesia" de um mundo novo.

    Um beijo grande ,Regina.

    ResponderEliminar
  2. A Poesia vê-se, sente-se, respira-se, entranha-se e às vezes estranha-se....mas basta olhar lá para fora e ver toda a Natureza a despontar para a sentirmos real.

    A time for sowing, a time for reaping, diz o salmo em inglês....a time for poetry and soul relieving, acrescento eu.

    Bjo, Poeta!

    ResponderEliminar
  3. Tradução do salmo:

    Um tempo para semear, um tempo para colher...

    e a minha contribuição

    um tempo para a poesia e libertação da alma....

    ResponderEliminar
  4. Graciete e Virgínia
    Obrigada às duas pelos comentários
    Acho que o salmo ganha com o teu contributo, Virgínia...
    Bjs

    ResponderEliminar