Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

“Fomos feitos para cantar e dançar”

 O título da mensagem é título de um artigo publicado em Ciência Hoje “Fomos feitos para cantar e dançar”.
Talvez seja por isso que eu adoro dançar e cantar, embora não o faça com talento em nenhum dos casos, tal como adoro um bom espectáculo de dança (o mesmo poderia dizer em relação ao canto, nomeadamente ópera, mas não só).
Hoje decidi partilhar convosco alguns excertos de D. Quichote de Ludwig Minkus , bailado de que gosto muito

Quando penso em bailado clássico vêm-me sempre à memória a obra de Degas que já me inspirou um poema, o poema Bailado

Aqui deixo algumas das suas bailarinas.





Bailado


São belas as bailarinas de Degas.


Para sempre ficarão presas à tela,


constituindo um deleite para o olhar.


É certo que não vão mais rodopiar,


cruzar os braços para girar rapidamente


ou afastá-los para assim girar mais lentamente.


Para as bailarinas de Degas, o momento angular


e a sua conservação só fazem sentido


pela fixação perene à tela.


Terão existido realmente


ou foram fruto da imaginação?


Em quantos palcos terão rodopiado?


Quanto público terão extasiado


com a magia que sempre envolve a dança?


Que bailados terão interpretado?


Liberto o pensamento


da simultaneidade no tempo,


e afloram-me ao ouvido


a Bela Adormecida, Romeu e Julieta,


Giselle e o Quebra Nozes


que sempre em mim desperta


longínquas fantasias de criança.

in Poemas no espaço-tempo a agurdar publicação


3 comentários:

  1. Vi alguns destes quadros recentemente em Londres. São muito leves e cor pastel, tipicamente impressionistas.
    Também gosto de dançar, mas agora poucas vezes o faço...
    Foste ver o filme Pina? É extraordinário e inspirador.
    Cantar, canto...mas já não tenho pulmões para mais do que lá-lá-lá! Pensar que em tempos fiz parte do coro do Jerónimos e que cantávamos o Aleluia de Handel!!

    Bjo

    ResponderEliminar
  2. Vou dez dias ao Brasil.....

    Queres que te traga alguma coisa?

    Diz, que eu trago:))

    Bjo

    ResponderEliminar
  3. Olá Regina
    Eu não canto nem danço, mas gosto de ballet e canto. Há áreas de ópera extraordinárias e eu tive a alegria de ouvir algumas, num palco ao ar livre , com um som excelente e um público entusiasmado.
    O seu poema, que eu já conhecia,é muito lindo e,como sempre, a Física lá está presente.

    Um beijo.

    ResponderEliminar