Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

sábado, 28 de maio de 2011

Abstenção e voto branco

Estamos a uma semana das eleições e ouço com frequência a frase Desta vez vou abster-me. Se a intenção vem dum jovem, ainda posso entendê-la mas se vem de alguém que viveu no tempo em que não havia eleições livres, fico triste. Para que serviu tanta luta a exigir o direito de votar livremente?

Quando indago sobre a razão da abstenção a resposta é sistematicamente a mesma. Nenhuma alternativa me serve. Ora, a meu ver, a abstenção não vai traduzir esse desencanto. Abster-se significa que qualquer das soluções serve. Por isso, quem pretender mostrar que nenhuma alternativa serve, deverá votar, mas votar em branco.

3 comentários:

  1. Penso que se deve sempre votar nas legislativas, pois o governo do país depende dos nossos votos. E o governo dum país tem de existir, hoje mais do que nunca.
    Nunca votei Socrates, não me sinto responsável pelo seu mandato, sei em consciência que não o queria, independentemente do grupo socialista a que pertence. Já votei PS em tempos, mas já deixei de acreditar neles há muitos anos, são um grupinho de pessoas , uma clique,politicamente correctas na fala e aldrabões no acto ( generalizo , é claro, mas tenho exemplos na família que o provariam). Neste momento, quero que o homem seja derrotado, quero-o fora do poleiro, quero-o fora da TV e da minha vida. Cheguei ao meu limite em relação à hipocrisia, à mentira, à distorção da verdade a seu bel prazer, a sua grosseria, ao seu ego inchado, ao seu paternalismo bacoco e sobretudo, ao despesismo em nome de campanhas ou publicidade própria.

    Quero tirá-lo de Portugal como uma nódoa da minha camisa.
    Darei o benefício da dúvida a qualquer um que possa derrotar o PS.

    Lamento, mas é exactamente o que vou fazer. Vou votar PSD e acreditar que o país vai melhorar, porque pior é impossível.

    ResponderEliminar
  2. Virgínia
    Não tens que lamentar. Eu não fiz apelo ao voto branco. Apenas à NÂO ABSTENÇÃO. Acho que devemos votar seja em branco, seja em algum dos partidos que, por qualquer razão, nos mereça alguma confiança.
    Quanto a Sócrates, partilho inteiramente da tua opinião

    ResponderEliminar
  3. Olá Regina
    Tem passado bem?Eu um pouco cansada e ansiosa
    Quanto ao que diz sobre abstenção relativamente às eleições, concordo inteiramente consigo. Nem compreendo como alguém pode deixar de votar considerando a "troikalhada" que vivemos. No entanto estou um pouco pessimista quanto ao futuro, pois seja qual for o Partido com maior número de votos, a verdade é que os prováveis vencedores estão comprometidos com o terrível acordo que assinaram.E nós ainda não conhecemos tudo!!!
    Não votar é errado. Cada qual terá que livremente fazer a sua escolha.Mas deve pensá-la muito bem!!!!

    Um beijo grande,Regina.

    ResponderEliminar