Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

domingo, 17 de abril de 2011

Páscoa 2011

Provavelmente esta será a última mensagem antes da Páscoa. Amanhã parto para o meu Nordeste que,  nesta altura está ainda mais bonito.
Faz agora anos que escrevi um poema publicado no meu livro Magnetismo Terrestre, livro esse todo ilustrado com fotos do Nordeste, tiradas pelo meu marido.
É com o poema e a fotografia correspondente que desejo uma Boa Páscoa a todos os visitantes e seguidores.

Caminhada

Flores tímidas, selvagens, atapetam o chão.



Coberta de líquenes e musgo, a fraga, ao fundo,


onde frágil se equilibra uma oliveira


que espreita a queda de água que escorre na ladeira


onde agoniza um pombal, já sem função.


Um balir de rebanho rompe o ar dolente


e uma avezita, que emerge de um sobreiro,


toma por seu mundo o céu inteiro.


Medito enquanto calcorreio o caminho lentamente.


Quanta transformação química ocorrida


para transformar húmus em vida…


Quanta energia transformada…


Quanto neutrino atravessando o nada…

 
Termino com a Primavera na música  de Vivaldi  e Grieg

2 comentários:

  1. Um beijo e boas férias também para si no seu belo Nordeste.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Um pouco atrasada.....
    mas sensívelpara o poema e para te desejar uma Páscoa excelente.

    Mais poesia, please!

    ResponderEliminar