Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Solidariedade

Já aqui falei do Sr. Álvaro, de sessenta anos, invisual desde os quatro.
Um homem cheio de vontade de viver, casado com uma senhora invisual de quem fala com muito carinho, o Sr. Álvaro está a aprender a lidar com os computadores. Mas, infelizmente, está com muitas dificuldades auditivas que o impedem de continuar a sua formação nessa área.

Conheci-o no Hospital de Santo António durante a minha manhã de voluntariado. Acompanhei-o quer na consulta, quer nos testes audiométricos que teve que fazer. Face aos exames, o médico concluiu que apenas com próteses se lhe poderia restituir alguma audição.

E aqui começou o maior problema. O Sr. Álvaro não tinha qualquer possibilidade económica de adquirir as próteses.


Já há anos que contribuo para algumas associações de solidariedade. Achei que era hora de lhes pedir algo. Contactei-as e, de imediato, a Futuro Viver se empenhou no sentido de ajudar a resolver o problema. Estão em curso várias diligências. Uma delas tem a ver com a exposição de pintura que tenho no espaço Vivacidade. Ofereço o valor de um quadro. Para isso basta que a pessoa interessada escolha o quadro (pode ver o folheto aqui) e faça o pagamento à Futuro Viver, indicando o destino a dar ao seu contributo – as próteses para o Sr. Álvaro

Ofereci também uma aguarela que vai ser “rifada”.

Creio que o valor de cada rifa é dois  euros e quem estiver interessado deverá contactar a Futuro Viver através da Drª Cristina Pereira.

Solidariedade

Na nova visão do universo


não há espaço e tempo separados,


espaço e tempo estão inter-ligados


como se fossem apenas uma dimensão.


Assim com o tempo e o amor,


ambos ganhariam mais sentido.


Mais amor ao tempo


e mais tempo ao amor


Cada um sairia enriquecido


desta nova dimensão tempo-amor


Regina Gouveia, não publicado

6 comentários:

  1. Regina, como sempre o seu poema é muito lindo.
    Gosto muito da palavra Solidariedade, mas penso que ela deve estar associada a outras, também muito lindas, que fazem parte do direitos fundamentais do ser humano. Pão, Paz,Saúde,Educaçáo, Habitação.
    Não gosto da palavra caridade,porque ,quanto a mim, a caridade gera conformismo o que atrasa o caminho para outro futuro.
    Vou tentar, pelo menos, comprar algumas rifas para o seu quadro.

    Um grande beijo para si.

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Graciete
    Relativamente à caridade sou da mesma opinião.
    Quando o meu filho mais velho casou, acabou por fazer um casamento religioso e, a seu pedido, escrevi o texto do "Oremos". Envio-lhe um excerto

    Oremos para que o amor vença barreiras
    Oremos por um mundo sem fronteiras
    Oremos pelas vidas verdadeiras
    Oremos para que todas as bandeiras
    tenham justiça e paz como valor
    (...)
    Oremos para que o amor substitua a caridade
    Oremos para que o amor substitua a piedade
    Oremos para que o amor siga junto com a verdade
    Oremos para que o amor siga junto com a vontade
    de construir um mundo melhor
    (...)

    ResponderEliminar
  3. Regina, admiro muito a tua preocupação constante para com as pessoas necessitadas. Não vejo que esse tipo de acção obrigue as pessoas a "fazer caridade", mas tão somente a contribuir de um modo interessante para o bem estar doutro ser humano. No prospecto não vejo o preço dos quadros. Será que só indo à expo posso ficar a saber quanto custam? Por acaso tenciono ir lá amanhã para a sessão de poesia, se for, verei in loco se algum deles me agrada muito.
    Bjo

    ResponderEliminar
  4. Regina
    Já lhe disse uma vez que já não me surpreende mas, não me surpreendendo, encontro sempre qualquer coisa de ainda mais bonito na sua personalidade.
    Obrigada pelo excerto do lindo poema que escreveu no casamento do seu filho e de que
    gostei tanto.

    Um grande beijo para si.

    ResponderEliminar
  5. Já tratei disto com a nossa Amiga comum :Adelaide.

    Na 3ª feira irei ao teu workshop e verei a exposição. Fico contente de poder contribuir para o bem estar de alguém que tu conheces e que merece. Nada de especial, gosto muito do quadro que escolhi, lembro-me dele da Utopia.

    Bjo

    ResponderEliminar
  6. Não façam tão bons juízos de mim. Tenho um dose fortíssima de egoísmo. Se repararem, os meus gestos são apenas pequenos gestos que me custam muito pouco.
    Duvido que, se lesse um apelo idêntico ao que aqui postei, me disponibilizasse a comprar um quadro. E no teu caso, Virgínia, que pintas tão bem, só se justifica mesmo pela tua generosidade
    Mais uma vez obrigada a ambas. Orgulho-me de vos ter como amigas.
    Bjs
    Regina

    ResponderEliminar