Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Shostakovich no Dia Mundial da Música

No Dia Mundial da Música quero compartilhar convosco a música de Shostakovich., compositor de que gosto muito. Escolhi  a 2ª valsa, uma obra bastante conhecida, na interpretaçao de André Rieu e a Sinfonia nº5 sob  a direcção de Bernstein

E porque se está a falar de música, dois quadros de Matisse "A música "  de 1910 e  de 1939,  um  de Picasso e outro de Amadeo Souza-Cardoso.







Termino com um poema que,  creio, já uma vez inseri.

Acordes


Que acordes são estes que subtis irrompem no meu espaço-tempo?

De onde vêm estes sons

que me transportam a outra dimensão no cosmos infinito?

Presto assai, allegro moderato, andante lento -

sinfonia que vem do alfa e vai em direcção a um ómega ignoto,

difundida por entre as estrelas, a propagar-se na matéria escura

talvez vinda dum tempo remoto,

dum tempo em que ainda não havia tempo,

talvez ainda antes da criação do mundo,

quem sabe transportada pela radiação de fundo.

Na noite calma, embala-me esta música que não identifico,

e onde, entre um tanger de cítaras e harpas, se impõe sublime, um violino

Acordo, deixo o cosmos etéreo, esfuma-se o som divino.

O som que escuto agora é bem real. Apenas um bater de coração aflito.

Regina Gouveia

4 comentários:

  1. Este foi um dos teus poemas que escolhi para a minha expo no Vivacidade.
    Conheço bem Shostakovitch e achei boa a escolha, embora para mim, Dia Mundial da Música deva consagrar todos os aspectos da música, não a clássica em especial. Infelizmente dá-se pouca importancia ao dia, em termos de eventos culturais. Nada vi que me chamasse a atenção e estive na cidade parte do dia..
    É nestas alturas que tenho pena de não viver na Alemanha ou na Inglaterra...

    ResponderEliminar
  2. Como já te devo ter dito não sou muito eclética no que respeita a música, ou melhor, no que respeita a música clássica, sou razoavelemnte eclética, mas reativamente a outro tipo de música não; tenho um ou outro marco como os Beatles, Gilbert Bécaud, Louis Armstrong, José Afonso,Jacques Brel, Ella Fitzgerald,Chico Buarque, Betânia, Elis, Caetano, João Gilberto... mas pouco mais ouço.
    Um ab
    Regina

    ResponderEliminar
  3. Olá Regina. Gostei muito das suas escolhas para celebrar o dia mundial da música.
    Quanto a música ,eu gosto do que"gosto" embora na música clássica a minha preferência vá para Beethoven. Quanto ao seu poema,que eu já conhecia, tudo a dizer a começar por muito emotivo e emocionante.

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  4. Obrigada mais uma vez, Graciete
    Ab
    Regina

    ResponderEliminar