Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Medula: a fábrica da vida

É este o título de uma exposição que esteve patente ao público durante todo o mês de Agosto no Centro Cultural José Rodrigues em Alfândega da Fé. Trata-se de uma mostra composta por 99 painéis de azulejos produzidos por alunos de escolas de todo o país, do 1º ciclo ao 12º Ano

A iniciativa partiu do Centro de Histocompatibilidade do Norte (CHN). O referido Centro lançou, junto das escolas de todo o país, o Concurso de Painéis de Azulejos sobre o tema “Medula: a Fábrica da Vida”. Nas aulas de Ciências Naturais foi abordado e discutido o tema e nas aulas de Educação Visual procedeu-se à criação dos painéis de azulejos.

As imagens que ilustram os painéis, juntamente com os textos de 23 personalidades nacionais e internacionais, integram um livro bilingue e um CD com o mesmo nome da exposição, o qual conta com o prefácio do Professor Daniel Serrão.
Já os painéis, depois de percorrerem algumas localidades do país, irão integrar as paredes do novo edifício do CHN, simbolizando a solidariedade e a partilha de responsabilidades na construção de soluções futuras para os doentes com leucemia.

O Centro de Histocompatibilidade do Norte (CHN) editou ainda um CD interactivo intitulado “Medula: a fábrica da vida”, inserido no programa Educação para a Saúde.


O objectivo consiste em divulgar nas escolas e ao público em geral, de uma forma acessível, temas genéricos, como:

• O que é a medula;

• Como é constituído o sangue;

• O que é a Leucemia;

• Como se trata a Leucemia;

• O que é um transplante de Medula óssea;

• O que é a compatibilidade de tecidos;

• Noções sobre as células do sangue, os cromossomas e o DNA;

• Como é feita a recolha da medula óssea;

• Como ser dador de medula.

Nos sites anexos poderão encontrar-se mais alguns dados

http://www.portaldasaude.pt/portal/conteudos/a+saude+em+portugal/noticias/arquivo/2005/12/CHN+CD.htm


http://www.emp-myeloma.eu/Portals/1/News/livro%20medula%20a%20fabrica%20da%20vid...pdf


Quase a finalizar, uma notícia publicada em Ciência Hoje : Carreras anuncia instituto para investigar leucemia


E porque falámos em José Carreras ouça-mo-lo  em "La fleur que tu m'avais jetée" (da ópera Carmen de Bizet)



Termino com um poema que aborda o problema terrível das doenças oncológicas. Creio que já o coloquei numa outra mensagem

Câncer


Colóquio sobre o cancro.

Falam-nos em displasia, metaplasia, neoplasia, mostram imagens de tecidos,

células, essencialmente epiteliais.

Por ironia, imagens terrivelmente belas.

Algumas poderiam ser expostas como telas em qualquer museu ou galeria.

Cancro.

Subtis avançam tentáculos letais que vão minando a vida.

E trava-se então luta renhida entre a sua mordaz malevolência

e o avanço infatigável da ciência.

Sem comentários:

Enviar um comentário