Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

quarta-feira, 17 de março de 2010

Ainda o fascínio de ser professora.....ou a vida é feita de nadas.

Nos passados dias 12 e 15 estive no Agrupamento de Escolas de Alfândega da Fé, com todos os meninos, desde a pré-primária (dos vários infantários do agrupamento) até ao 2º ciclo, na Sede do Agrupamento,  passando pela Escola EB1, onde contactei com todos os alunos do 1º ao 4ª ano. Conversámos sobre ciência e poesia. Foi cansativo mas altamente gratificante. Apenas alguns alunos do 2ºciclo se mostraram pouco interessados a par de outros muito participativos, que compensaram, de longe, o desinteresse dos primeiros.
As crianças ouviram e disseram poesia ( no 3º ano todos os alunos em jeito de jograis), colocaram várias questões relativamente às experiências que realizei, entrevistaram-me, pediram autógrafos…. Foi espantoso particularmente com os meninos do pré-primário, ainda tão pequeninos.
No fim recebi ofertas: um saquinho para canetas, marcadores e caderninhos com desenhos feitos pelas crianças da pré-primária,


ilustrações dos poemas “chuva” e “poesia” pelos alunos de 1º ano



 e um livrinho de inéditos feitos pelos meninos de 4º ano. Do mesmo retiro o poema poesia.


De seguida referir-me-ei à última quadra do poema canção (que foi cantado com a música do malhão) .
Gostaria de colocar aqui todos os trabalhos (todos o mereciam igualmente)  mas, dada a imposibilidade, coloquei apenas alguns tirados ao acaso.

Vejamos então a última quadra  do poema canção



Todos sabemos que é difícil imaginar o mundo fora da nossa escala. Quem não tem dificuldade em imaginar, por exemplo, a distância às estrelas mais longínquas e não só, o mundo à escala dos átomos,  ou os montantes referentes às maiores fortunas do mundo, usando um exemplo mais prosaico?
Por isso  não será de espantar que os meninos achem que a minha escrita chega a milhões de crianças…

E a propósito de escalas não resisto a colocar o vídeo “potências de 10” e um poema de António Gedeão

Máquina do Mundo

O Universo é feito essencialmente de coisa nenhuma.

Intervalos, distâncias, buracos, porosidade etérea.

Espaço vazio, em suma. O resto, é a matéria.

Daí, que este arrepio,

este chamá-lo e tê-lo, erguê-lo e defrontá-lo,

esta fresta de nada aberta no vazio,

deve ser um intervalo.


A finalizar não posso deixar de relatar um pequeno episódio que ocorreu na última sessão. Tinha que acabar às 16 h , por causa da boleia que me traria ao Porto. Os meninos queriam autógrafos. Para isso fizeram uma fila. A dada altura chegou a vez de uma menina que timidamente me disse “eu hoje faço anos” . Escrevi Para a… no dia do seu aniversário… Quando acabei disse-me:  Gostava tanto que fosse à minha festa. Tive pena de não poder satisfazer o pedido da menina.

A vida é feita de nadas…, diz Torga . A minha é feita de muitos pequenos nadas como os que relatei.ao longo do texto

Na próxima 2ª feira vou a uma escola em Âncora, e quinta e sexta estarei com meninos em Lagoa, no Algarve, quem sabe em busca de outros pequenos nadas...

3 comentários:

  1. Chamas-lhe pequenos nadas, eu chamar-lhes ia grandes feitos, como é plena a tua generosidade e a tua chama.
    Compreendo o teu entusiasmo, a tua adrenalina e a afecto que pôes nesses grandes passeios ao mundo da fantasia com os meninos, os mais inocentes e os mais sinceros.

    Parabéns, os resultados estão à vista. E se não és a professora do Ano, deverias ser a Professora Aposentada do Ano! Nomeio-te eu, tua colega!

    Bjo

    ResponderEliminar
  2. Mas que nadas ,Regina. A sua vida tem sido um percurso maravilhoso no caminho da docên cia, da arte, da beleza, da dádiva aos outros. E olhe que eu já beneficiei muito desse percurso,para além de ter grande admiração por si.
    Um beijo,Regina.

    ResponderEliminar
  3. Virgínia
    Agradeço a tua nomeação mas terei que a partilhar contigo e provavelmente com muitos outros colegas para quem o fascínio de ser professor continua presente
    Graciete
    Mais uma vez obrigada pela sua estima que retribuo com muito carinho

    ResponderEliminar