Bem-vindo, bienvenido, bienvenu, benvenuto, welcome....


Silêncio cósmico

Pudera eu regressar ao silêncio infinito,

ao cosmos de onde vim.

No espaço interestelar, vazio, negro, frio,

havia de soltar um grito bem profundo

e assim exorcizar todas as dores do mundo.

Regina Gouveia

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

A nossa pequenez face ao Cosmos...

O Universo é feito essencialmente de coisa nenhuma.

Intervalos, distâncias, buracos, porosidade etérea.

Espaço vazio em suma.

O resto é a matéria.

Daí que este arrepio

Este chamá-lo e tê- lo, erguê-lo e defrontá- lo,

Esta fresta de nada aberta no vazio, deve ser um intervalo.

Gedeão.A, Máquina do Mundo, in Máquina de fogo 1961


O filme que segue (potências de dez) faz-nos reflectir sobre a nossa pequenez face ao cosmos

Sem comentários:

Enviar um comentário